Geral

Com mais 305 pacientes e 103 óbitos, PE soma 41.010 casos e 3.453 mortes pela Covid-19

Número de mortes do boletim desta terça (9) está relacionado ao 'atraso na informação sobre a ocorrência dos óbitos pela rede hospitalar', segundo Secretaria Estadual de Saúde.

Foram confirmados, nesta terça-feira (9), 305 novos casos da Covid-19 em Pernambuco, além de 103 óbitos. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o estado passou a somar 41.010 casos e 3.453 mortes de pacientes com o novo coronavírus, números que começaram a ser registrados em março, com o início da pandemia.

Ainda segundo a SES, as mortes registradas nesta terça (9) ocorreram desde o dia 24 de abril. “O aumento no número de mortes no boletim está relacionado ao atraso na informação sobre a ocorrência dos óbitos pela rede hospitalar”, disse a secretaria.

Dos 103 óbitos, 60 ocorreram entre os dias 24 de abril e a sexta-feira (5). Já os outros 43 aconteceram nos últimos três dias.

Em relação aos 305 casos confirmados nesta terça (9), 131 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 174 como leves. Com isso, o estado chegou a 16.091 casos graves e 24.919 leves da Covid-19.

Além disso, o boletim desta terça registra 23.721 pessoas curadas da Covid-19. Desse total, 6.554 são de casos graves e 17.167 casos leves.

Até esta terça, os casos graves confirmados da doença estavam distribuídos por 166 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

O boletim mostrou que a taxa global de ocupação de leitos estava em 75%. Havia pacientes com Coovid-19 em 96% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e em 62% das enfermarias.

Mortes

Entre os 103 óbitos confirmados, 42 são de mulheres e 61, de homens. As mortes são de pessoas que moravam nos seguintes municípios:

Abreu e Lima (1), Alagoinha (1), Belo Jardim (1), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (2), Carpina (2), Caruaru (3), Casinhas (2), Garanhuns (3), Gravatá (1), Jaboatão dos Guararapes (13), Jataúba (1), João Alfredo (1), Juazeiro (1), Limoeiro (1), Nazaré da Mata (2), Olinda (4), Palmares (2), Pesqueira (1), Poção (1), Pombos (1), Recife (44), Ribeirão (2), Salgueiro (1), Saloá (1), Sanharó (1), Santa Cruz do Capibaribe (2), Santa Maria do Cambucá (1), Tuparetama (1), Vertentes (1), Vitória de Santo Antão (2) e outo estado (1).

Os pacientes tinham idades entre 37 e 96 anos. Entre as pessoas que morreram, 39 apresentavam as seguintes doenças pré-existentes (comorbidades):

hipertensão arterial sistêmica (25), diabetes (20), obesidade (6), doença neurológica crônica (1), doença hepática crônica (1), doença renal crônica (5), doença cardiovascular (4), histórico de tabagismo (1), doença pulmonar (3), doença arterial obstrutiva periféica (1), doença de Alzhaimer (1), imunossupressão (1), câncer (1), leuceimia (1), etilismo (1), anemia (1).

Um paciente pode ter mais de uma comorbidade, segundo o estado. Outros oito paciente não apresentavam outras doenças anteriores e os demais estão em investigação pelos municípios. As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 40 a 49 (7), 50 a 59 (18), 60 a 69 (16), 70 a 79 (31), 80 ou mais (30).

Testes

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 12.454 casos foram confirmados e 13.427 descartados.

As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

Via G1 Pernambuco

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *