Notícias

Vídeo mostra barragem após rompimento na BA; ao menos 13 imóveis foram interditados por risco de desabamento

Na tarde desta sexta, bombeiros orientaram que moradores das áreas mais baixas de Coronel João Sá evacuem o local por conta de novos riscos de rompimento.

Imagens aéreas do distrito de Quati, na cidade de Pedro Alexandre, a cerca de 435 km da Salvador, mostram a situação da barragem nesta sexta-feira (12), após o rompimento da estrutura na manhã de quinta (11).

Matéria relacionada: Água de barragem invade cidades na Bahia e deixa desalojados

No local, o registro é de um rastro de destruição. As imagens mostram o caminho percorrido pela água e muitos trechos devastados.

Na área da barragem é possível ver a ruptura em duas partes, por onde a água passou quando houve o rompimento da estrutura. Algumas árvores que ficavam no caminho foram levadas pelas águas.

A cidade mais afetada pelo rompimento da barragem foi de Coronel João Sá, que fica a 45 km de Pedro Alexandre. Cerca de 500 pessoas ficaram desalojadas.


Ao menos treze imóveis foram interditados na cidade de João Sá, após o rompimento da barragem em Pedro Alexandre — Foto: Alan Tiago Alves/G1

Lá, ao menos 13 imóveis – sendo 12 casas e uma oficina – foram condenados pelos bombeiros por risco de desabamento. Esses imóveis ficam entre a Travessa Santo Antônio, a Praça Santo Antônio e na Rua Bonfim, que são os locais mais próximos ao Rio do Peixe.

Com isso, os moradores foram retirados das residências e levados para os pontos de segurança, nas partes mais altas da cidade.

Uma das pessoas que teve a casa condenada foi Jailton Leandro Gomes, que mora com a esposa. “Nunca aconteceu uma coisa dessas aqui nessa cidade. Até o momento em que Deus mandou essa chuva aí forte, que continua. Foi graças a Deus que [aconteceu] pelo dia. Se fosse pela noite, tinha morrido muita gente”, avaliou ele.

Via G1 Bahia

Elvis Lima

Jornalista, blogueiro, apaixonado pelo sertão nordestino.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *