Política

Rodrigo Novaes pede para investigar relato de ameaça de morte em Ibimirim, PE

O deputado estadual Rodrigo Novaes emitiu uma nota na tarde desta sexta-feira (13) sobre o relato de ameaça de morte ao presidente do sindicato de professores em Ibimirim, no Sertão de Pernambuco. O clima está tenso na cidade devido ao desentendimento entre o Sinduprom-PE e a prefeitura municipal.

Matérias relacionadas:
Sindicalista denuncia ameaça de morte em Ibimirim, no Sertão
Prefeitura de Ibimirim emite nota após denúncias do SINDUPROM-PE

Leia a nota na íntegra:

Quem se presta a fazer política tem de saber conviver com a diferença de opiniões e, respeitar a expressão da sociedade – manifestos, movimentos organizados, etc..
Devemos nos preocupar quando a sociedade civil organizada se cala!
Diante de divergências, imprescindível a prática do diálogo; a busca pelo melhor argumento, o tom certo, a sensibilidade, transparência de fundamentos; a capacidade de envolver, mobilizar; tudo isso faz parte do dia-a-dia de quem faz política. Ou deveria fazer.
Digo isso para abordar um fato que foi noticiado na imprensa que me deixou muito triste.
Segundo relatos, o prefeito de Ibimirim teria ameaçado de morte o presidente do sindicato dos professores municipais.
Vou solicitar aos órgãos competentes para apurar o caso com muita atenção. Se isso aconteceu de fato, espero que o prefeito venha a público, se desculpe, e se retrate com a política e com o povo de Ibimirim.
Não quer lidar com o contraditório? Saia da política. A atividade política democrática tem no contraditório, nas diferenças, a razão de existir. Mais que isso! Tratar com desrespeito professores, um segmento tão importante, deixa à luz extrema incapacidade, despreparo.
A todos os professores de Ibimirim minha solidariedade. Os órgãos competentes irão apurar o ocorrido, e a Assembleia Legislativa não ficará silente.

Artigos relacionados

4 Comentários

  1. Aonde estava Rodrigo Novaes antes dessa história?
    Rodrigo Novaes não pede investigação, simplesmente esta divulgando uma matéria de cunho politico de seu interesse.

    1. Esse deputado muito tem feito pelo povo pernambucano. E mal postam uma matéria para os defensores “vingadores” do prefeito virem em sua defesa. Vejo quem tá defendendo interesses por aqui…

  2. Se alguém foi ameaçado deveria ir à delegacia mais próxima e registrar queixa, mas nãaaaao, deputado “nanico” estadual é mais eficiente. Agora quando minha casa for assaltada eu irei à assembléia legislativa do estado exigir providências, a única dúvida que tenho é se a minha pauta será tão “lucrativa” quanto essa ameaça. Muito me envergonha, caro deputado, que uma especulação de ameaça provoque no excelentíssimo mais tristeza do que o aumento de homicídios no nosso estado,já foram 1056 mortes violentas registradas, um aumento de 18% em relação ao ano anterior, e eu pergunto onde estão as notas de solidariedades para com os parentes e familiares dessas vítimas? Será que isso não lhe deixou muito triste? Sera que vossa excelência sabe que apenas 5% dos homicídios no Brasil são elucidados? O que nos leva a deduzir que apenas umas 53 mortes das 1056 foram ou serão elucidadas. Será que para o nobre deputado as demais mortes não merecem uma “solicitação aos órgãos competentes para apurar o caso com muita atenção”? Ou para vossa excelência essas mortes não preencham todos os requisitos necessários para o seu repúdio e “profunda” tristeza? E assim aprendemos os níveis de importância dos nossos representantes. Não, o deputado Rodrigo Novaes não é oportunista!

  3. Se alguém foi ameaçado deveria ir à delegacia mais próxima e registrar queixa, mas nãaaaao, deputado estadual é mais eficiente. Agora quando minha casa for assaltada eu irei à assembléia legislativa do estado exigir providências, a única dúvida que tenho é se a minha pauta será tão “lucrativa” quanto essa ameaça. Muito me envergonha, caro deputado, que uma especulação de ameaça provoque no excelentíssimo mais tristeza do que o aumento de homicídios no nosso estado,já foram 1056 mortes violentas registradas, um aumento de 18% em relação ao ano anterior, e eu pergunto onde estão as notas de solidariedades para com os parentes e familiares dessas vítimas? Será que isso não lhe deixou muito triste? Sera que vossa excelência sabe que apenas 5% dos homicídios no Brasil são elucidados? O que nos leva a deduzir que apenas umas 53 mortes das 1056 foram ou serão elucidadas. Será que para o nobre deputado as demais mortes não merecem uma “solicitação aos órgãos competentes para apurar o caso com muita atenção”? Ou para vossa excelência essas mortes não preencham todos os requisitos necessários para o seu repúdio e “profunda” tristeza? E assim aprendemos os níveis de importância dos nossos representantes. Não, o deputado Rodrigo Novaes não é oportunista!

Escreva um comentário