Prazo para regularizar cinquentinhas é para quem já deu entrada, diz Detran

Foi estendido até o dia 11 de dezembro o prazo para que os donos de motocicletas de cinquenta cilindradas realizassem, junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), a regularização dos veículos. Porém a prorrogação é válida apenas para os proprietários que já tenham dado entrada no processo, mas tenham ainda alguma pendência. Para quem ainda não procurou, o prazo continua até esta quarta-feira (11).

De acordo com o coordenador da 8ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Wenderson Batista, em Petrolina, no Sertão pernambucano, existem de 15 a 20 mil cinquentinhas circulando no município. “O prazo para regularizar os veículos foi de 100 dias e não deverá mais ser prorrogado”, afirmou o coordenador.

“O prazo para esta regularização foi de 100 dias e as pessoas começaram a procurar da última quinta-feira (5) para hoje. O prazo é até hoje e quem buscou fazer seus procedimentos vai ficar tranquilo. As autoridades de fiscalização vão acatar até 11 de dezembro. Mas quem não fez nada será penalizado”, disse Wenderson.

A ampliação do prazo é, por exemplo, para quem deu entrada e não teve como pagar o boleto ou não conseguiu ir até o Detran até esta quarta-feira. Todos as motos passam por vistoria onde serão analisadas a parte elétrica e condições dos pneus, por exemplo. “As motos devem estar em perfeito estado. Passou na vistoria, paga o boleto e a depender do horário, no máximo, três dias entregamos”, destacou.

Quem for flagrado transitando sem a documentação exigida, receberá uma multa de R$ 191, aplicação de sete pontos na Carteira de Habilitação e terá o veículo apreendido. “Quem não tem habilitação toma multa administrativa pelo CPF e terá que pagar a multa no mesmo valor”, contou.

(G1/Globo/G1Petrolina)

Artigos relacionados

Deixe um comentário