Economia

Polo de Confecções ganha loja virtual do NTCPE, custeada pelo Governo estadual, para massificar venda de máscaras à população

O Polo de Confecções de Pernambuco, concentrado no Agreste, já comercializou mais de 2 milhões de máscaras de tecido com padrão de conformidade reconhecido pelo Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções (NTCPE). E esse número tende a crescer ainda mais a partir de agora, com a adesão do setor produtivo ao e-commerce. A organização social acaba de lançar, com o apoio técnico e financeiro do Governo de Pernambuco, a loja virtual “Máscaras para Todos” (www.mascarasparatodos.org.br), que massificará o comércio do item de proteção para a população em geral, com entrega rápida e pagamento virtual.

Cerca de 100 micros e pequenas empresas que adquiriram o selo emitido pelo NTCPE, para atestar a padronização e a qualidade do produto, são fornecedoras. Juntas, elas respondem por mais de 2 mil empregos diretos na região. Toucas e capotes hospitalares também serão vendidos pelo site em breve. O projeto foi viabilizado com recursos da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) e integra mais uma ação do plano anunciado pelo governo estadual, no início da pandemia provocada pelo coronavírus, para apoiar as empresas do Polo de Confecções (saiba mais em https://cutt.ly/zylJUjX).

Na plataforma, é possível adquirir pacotes de cinco, dez, 50 ou 100 máscaras, e pagar com cartão de crédito, débito ou boleto bancário. As entregas dos pedidos aprovados até as 14h serão realizadas por serviço de motoboy no mesmo dia, em no máximo três horas, no caso dos endereços localizados na cidade do Recife. Para os demais municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR), ocorrerão dentro de cinco horas. Compras realizadas no site depois das 14h terão as entregas realizadas no dia seguinte. Já para o interior do Estado e para o restante do país, o cronograma de entrega será determinado pela plataforma dos Correios.

“O lançamento do site do projeto Máscara para Todos vem num momento oportuno, justamente na segunda fase do plano de ação voltado para o Polo de Confecções. Todas as empresas que estão envolvidas já passaram pelo processo de qualificação para a produção das máscaras e tiveram atestado de conformidade de sua produção com tudo que é necessário e exigido pelo mercado. O site vem como uma opção a mais para que os produtores do polo possam expandir suas vendas também para outras localidades”, destaca a secretária executiva de Políticas de Desenvolvimento Econômico do Estado, Maíra Fischer.

Na hora da compra, é feito o cálculo no site para definir o frete da entrega, que se baseia no CEP do comprador. Vale a pena frisar que, nos pacotes de 50 e 100 máscaras, o valor do frete já estará incluso no valor do produto. O centro de distribuição que foi articulado com a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) fica na própria sede do NTCPE, no Bairro do Recife (Rua da Moeda, nº 46). O horário de atendimento é de 9h às 16h, e os pedidos serão despachados a partir das 13h.

“Criamos um canal ágil de atendimento à população e também um canal direto com os fabricantes que possuem o nosso selo de conformidade. Importante dizermos que o selo que atesta o padrão das máscaras produzidas no Polo de Confecções foi homologado pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) e pela Universidade de São Paulo (USP), duas instituições de referência. Acreditamos que as micro e pequenas empresas do setor serão fortalecidas no enfrentamento a esse período crítico”, reforça o presidente do NTCPE, Wamberto Barbosa.

O NTCPE é uma organização social contratada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco para executar as políticas públicas desenhadas para o setor de têxteis e confecções. Por conta da pandemia, o Núcleo tem disponibilizado às empresas, gratuitamente, cadernos técnicos que ensinam como fabricar máscaras e outros equipamentos de proteção contra o novo coronavírus, a exemplo de batas e protetores para os pés. Os manuais estão disponíveis no site www.ntcpe.org.br e descrevem com detalhes as modelagens e insumos necessários para a fabricação de cada produto.

“O site simboliza uma das alternativas que construímos com o NCTPE para movimentar a produção de diversas regiões do estado, fortemente abaladas pela suspensão das atividades por conta do isolamento social no combate ao coronavírus”, explica o diretor presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima.

Além das cerca de cem empresas do Estado que conquistaram o selo de conformidade para fabricar máscaras, outras 15 estão produzindo batas cirúrgicas.  A capacidade de produção destas unidades fabris ultrapassa as 20 milhões de peças por mês, somente no que diz respeito aos protetores faciais. Importante destacar que o Polo de Confecções, capitaneado pelos municípios de Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama, movimenta quase R$ 6 bilhões em negócios por ano e ocupa 250 mil trabalhadores em todo o Estado.

Desde o início de abril, o Governo do Estado vem colocando em prática um plano de ação para fortalecer o setor, fornecendo linha de crédito e apoio técnico para que as micro e pequenas empresas produzam máscaras e outros equipamentos de proteção individual (EPIs). O próprio Governo de Pernambuco já adquiriu, através da AD Diper, um lote de 1 milhão de máscaras de tecido do Polo de Confecções. Também foram adquiridas 200 mil unidades de protetores faciais para abastecer os servidores que continuam trabalhando em contato com o público. Vale destacar que as máscaras de tecido não são indicadas para os profissionais da saúde.

Preços:
Pacote com 5 máscaras: R$ 34,90 + frete
Pacote com 10 máscaras: R$ 54,90 + frete
Pacote com 50 máscaras: R$ 244,90 (frete incluso)
Pacote com 100 máscaras: R$ 489,90 (frete incluso)

Via Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Governo de Pernambuco

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *