Polícia Militar pode deflagrar greve nesta quarta-feira

Após apresentar proposta ao governo do Estado, a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) realiza uma assembleia na próxima quarta-feira (27), às 14h, na Alepe (Assembleia Legislativa de pernambuco), com a possibilidade de deliberação de greve. A categoria está reivindicando um reajuste salarial de 25%.

LEIA MAIS:

>> Policiais militares ignoram crise e querem aumento de salários
>> Deputado denuncia pressão na PMPE para produção de boletins de ocorrência
>> Solenidade formaliza promoção de 696 oficiais e praças da PM e Bombeiros Militar

Durante entrevista à uma rádio local, o presidente da Associação de Cabos e Soldados, o cabo Alberison Carlos explicou que os policiais cobram 18,5% de recomposição salarial, referente a perdas por causa de inflação acumulada dos últimos dois anos. Os outros 6,5% correspondem ao aumento salarial. Os profissionais ainda solicitam melhores condições de trabalho.

“A gente espera que o governo se sensibilize, nos dê uma resposta positiva, por que aí vamos deliberar com a tropa em assembleia e o que for decidido nós vamos seguir com esse propósito”, disse Alberison Carlos.

>> Maioria da população diz ter medo da Polícia Militar, aponta Datafolha
>> Bancada de Oposição apoia reivindicações dos policiais e bombeiros militares

Também na quarta-feira, o governo de pernambuco marcou para 15h uma rodada de negociações com os policiais na Secretaria de Administração. Em junho de 2014, os policiais militares de Pernambuco ficaram três dias em greve. O período de paralisação foi o suficiente para o registro de arrastões, assaltos e furtos. O Exército chegou a fazer as patrulhas no lugar dos policiais em greve.

Fonte: Blog de Jamildo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *