Política

Pelo menos 56 prefeitos na mira do MPPE por transição turbulenta

O TCE recebeu denúncias sobre problemas nas transições de mandatos em vários municípios pernambucanos. As denúncias são referentes, justamente, a atrasos de pagamentos de servidores, demissão de médicos e falta de medicamentos.

O procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPCO), Cristiano Pimentel, observa que, em muitas cidades, mesmo com a folha atrasada os prefeitos priorizam o pagamento dos fornecedores em detrimento à manutenção dos serviços básicos de saúde e educação. “São esses critérios que precisamos ficar alerta”, diz. Em algumas localidades, como Ribeirão, o promotor pediu bloqueio das contas.

Confira a matéria completa aqui.

Artigos relacionados

Escreva um comentário