Notícias

Paralisação nacional protesta contra cortes na Educação

Só em Pernambuco, três universidades e dois institutos federais, tiveram um corte de cerca de R$ 130 milhões em verbas para funcionamento básico

Nesta quarta-feira (15) acontece uma paralisação nacional da educação. Universidades e escolas públicas amanheceram sem aula. A mobilização é contra o corte de verbas feito pelo Ministério da Educação. Foram cortes nas universidades, institutos federais e na educação básica.

Só em Pernambuco, o corte foi de cerca de R$ 130 milhões nas verbas de custeio, aquelas usadas para o funcionamento básico das instituições. Esse dinheiro é usado para arcar com custos como energia elétrica, água e segurança. A ação atingiu a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade de Pernambuco (UPE), a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF-Sertão).

Paralisação Nacional da Educação

A Greve Nacional da Educação promove um protesto contra a proposta de Reforma da Previdência e os cortes nas políticas educacionais, além da possibilidade de acabar com a vinculação constitucional que assegura recursos para a educação (Fundeb e outras políticas). Trabalhadores da área, estudantes e comunidade escolar estão se mobilizando para a manifestação. Diversos sindicatos já aderiram à greve que, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, tem locais de concentração em 26 cidades do país.

Via TV Jornal

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *