Notícias

Paralisação nacional protesta contra cortes na Educação

Só em Pernambuco, três universidades e dois institutos federais, tiveram um corte de cerca de R$ 130 milhões em verbas para funcionamento básico

Nesta quarta-feira (15) acontece uma paralisação nacional da educação. Universidades e escolas públicas amanheceram sem aula. A mobilização é contra o corte de verbas feito pelo Ministério da Educação. Foram cortes nas universidades, institutos federais e na educação básica.

Só em Pernambuco, o corte foi de cerca de R$ 130 milhões nas verbas de custeio, aquelas usadas para o funcionamento básico das instituições. Esse dinheiro é usado para arcar com custos como energia elétrica, água e segurança. A ação atingiu a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade de Pernambuco (UPE), a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF-Sertão).

Paralisação Nacional da Educação

A Greve Nacional da Educação promove um protesto contra a proposta de Reforma da Previdência e os cortes nas políticas educacionais, além da possibilidade de acabar com a vinculação constitucional que assegura recursos para a educação (Fundeb e outras políticas). Trabalhadores da área, estudantes e comunidade escolar estão se mobilizando para a manifestação. Diversos sindicatos já aderiram à greve que, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, tem locais de concentração em 26 cidades do país.

Via TV Jornal

Etiquetas

Elvis Lima

Jornalista, blogueiro, apaixonado pelo sertão nordestino.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *