Operação Pipa é suspensa e centenas de famílias ficam sem água no Sertão de Pernambuco

Quem vive na zona rural sabe bem a dificuldade que é viver sem água no nordeste brasileiro. Esse problema ficou ainda mais sério após a suspensão do abastecimento por caminhão pipa pelo Exército Brasileiro neste mês de março. A decisão pegou os centenas de famílias de surpresa em Floresta e mais 29 cidades no Sertão de Pernambuco.

De acordo com informações apuradas pelo Blog do Elvis, esses municípios são apenas alguns dos mais afetados pela paralisação somente no Sertão Pernambucano e o número pode ser bem maior (Confira a lista abaixo). A população rural dessas regiões vive hoje um drama sem precedentes, pois além da privação de água para consumo, está exposta mais ainda ao vírus da Covid-19.

Motoristas de caminhão pipa fizeram um protesto neste domingo (14) em Floresta, um dos maiores municípios em extensão territorial afetados pela seca. Mais de 20 homens pararam de levar água para as comunidades rurais. Segundo informações repassadas aos pipeiros o pagamento dos salários estão atrasados desde dezembro do ano passado. Segundo nota oficial enviada pelo Exército, não há recursos disponíveis para pagamento do valor em atraso e muito menos para a retomada da operação.

Assista abaixo o depoimento dos pipeiros:

Assista o depoimento dos moradores de comunidades rurais que estão sem receber água e cobram providências:

Confira abaixo a lista dos municípios afetados pela paralisação no Sertão de Pernambuco:

Angelim, Águas Belas, Belém do São Francisco, Betânia, Bom Conselho, Brejão, Cabrobó, Caetés, Capoeiras, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Floresta, Garanhuns, Iati, Iguaracy, Ingazeira, Itacuruba, Lagoa do Ouro, Mirandiba, Paranatama, Parnamirim, Quixaba, Salgueiro, Saloá, São João, São José do Belmonte, Terezinha, Triunfo, Venturosa e Verdejante.

Via Blog do Elvis/NE10

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *