Política

MPPE processa prefeito de Serra Talhada por improbidade

Com base em representações do Ministério Público de Contas – MPCO, amparadas em julgamentos do Tribunal de Contas, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ajuizou duas ações de improbidade administrativa contra o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque.

As representações, assinadas pela procuradora geral Germana Laureano, decorreram de processos de contas de gestão de 2013 (nº 11450059-0), julgada irregular, e das contas de governo de 2014 (n° 15100143-1), que teve recomendação à Câmara Municipal pela irregularidade.

No primeiro processo foram apontadas, entre outras irregularidades, a celebração de convênio sem a realização, necessária, de processo licitatório, além da doação de recursos para clube de futebol, no valor de R$ 280 mil sem formalização de convênio e sem indicação dos critérios da escolha do beneficiado, e, ainda, sem prestação de contas.

Já no segundo processo a representação apontou indícios de apropriação indébita previdenciária.

O outro lado

Falando ao programa Frequência Democrática, na rádio Vila Bela FM, nesta quarta-feira (4), o prefeito disse que iria fazer a sua defesa, e que não há nada de irregular no convênio. Ele classificou, ainda, que da forma que os fatos são julgados, é muito complicado ser gestor no Brasil.

“Vou fazer a minha defesa porque não há nada de irregular nos recursos repassados para o time de futebol. Ser gesto nesse País é uma profissão de alto risco. Todas as acusações são defensáveis porque não roubei e não desviei dinheiro público”, disse o prefeito, aproveitando para analisar o comportamento de alguns críticos.

“A mesma mão que afaga é a mesma que apedreja. Alguns que reclamam que o município não apoia futebol na cidade, serão as primeiras vozes a me acusar de ser desonesto. Estou cioso do meu dever e tudo que fiz foi no intuito de ajudar. Tenho certeza que ao final iremos provar que não cometemos nenhum ato lesivo ao interesse público”, reforçou.

Via Farol de Notícias

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *