Notícias

Morador critica demora para remoção de corpo em estado de decomposição em Belém do São Francisco

Foi com uma nota no Facebook, endereçada aos Direitos Humanos e as autoridades ligadas a área do Instituto de Medicina Legal, que o ex-conselheiro Tutelar, Charles Sá, conseguiu fazer chegar as autoridades, a notícia de que numa casa de taipa localizada na Comunidade Alto do Bom Jesus, em Belém do São Francisco – PE, havia um corpo em avançado estado de decomposição. Veja o que disse o cidadão: Atenção Instituto de Medicina Legal e Direitos Humanos Brasil. Nesta casa de Belém do São Francisco – PE, há um cadáver pertencente a Carlos Maia, em adiantado estado de rigidez cadavérica, que, provavelmente, tenha morrido por cerca das 02 da manhã, segundo vizinhos. O estado cadavérico está avançado, necessitando que sejam tomadas as providências.

As autoridades do município foram acionadas, tendo entrado em contato com as polícias, ainda não tendo chegado a um determinador quanto a remoção e sepultamento. O que a Lei diz na ausência do Poder Público: que na ausência dele, poderão duas pessoas íntegras e da sociedade local, declarar o óbito e suas circunstâncias, inclusive sepultá-lo. O receio da comunidade do Alto do Bom Jesus, é que, o cadáver venha a estourar, além é claro, de se tratar de pessoa com dignidade humana.

Se nada for feito, vou lá, declaro o óbito e sepulto o mesmo. Querem duvidar? Tudo em face da ausência do poder público, que só não funciona para os pobres e negros. Se fosse um rico, já teriam removido há muito tempo e as providências tomadas. E o que é pior: crianças pra lá e pra cá, convivendo com a cena. Cadê as autoridades, inclusive sanitárias, desse lugar? Onde estamos? Será que as autoridades não estão vilipendiando também? É crime. Compartilhem pra chegar as autoridades locais e estaduais. Fica a dica.

Após o desabafo em redes sociais, a súplica chegou a marca de 33 compartilhamentos, 100 curtidas e cerca de 40 comentários. O fato, é que, após a divulgação da notícia, o IML de Caruaru – PE, realizou os primeiros levantamentos e removeu o corpo até esta cidade, onde serão tomadas medidas, visando saber se foi morte natural ou homicídio.

Em tempo de crise no País, bem que os cidadãos podem ajudar. Basta botar a boca no trombone. E o blog, está a disposição.

Texto: Charles Sá

Artigos relacionados

Escreva um comentário