Notícias

Médico explica primeiro caso suspeito de Covid-19 em Floresta, no Sertão de Pernambuco

No início da tarde deste domingo (22), por volta do meio-dia, foi feita uma transmissão ao vivo na página do Facebook da Prefeitura de Floresta, no Sertão de Pernambuco, com um informe acerca do coronavírus na cidade. Durante a transmissão o médico Marcos Torres explicou um pouco mais sobre o primeiro caso suspeito de Covid-19.

Matéria relacionada: Floresta registra primeiro caso suspeito de Covid-19

De acordo com o profissional da área da saúde, um paciente adulto – com histórico de tabagismo – deu entrada no Hospital Álvaro Ferraz com sintomas de uma infecção respiratória, tendo um quadro de tosse, o qual evoluiu para febre e um desconforto respiratório. Dr. Marcos ainda acrescentou que o homem chegou na unidade de saúde utilizado máscara, e que o mesmo mantinha residência em Serra Talhada onde trabalhava e por questões familiares decidiu ficar com a família.

Após a realização de exames físicos, o paciente apresentou uma síndrome gripal (enfermo com ou sem febre, dores no corpo, dor de cabeça, dor de garganta e tosse) com desconforto respiratório, o qual segundo o médico não era tão grave e respondia bem a medicação. Por conta de o paciente vir de uma cidade com casos suspeitos e a radiologia do hospital local não estar funcionando, o mesmo foi enviado para o Hospital Osvaldo Cruz, no Recife, para avaliação onde foi constatado que não haviam sinais de grande desconforto respiratório, o qual é um dos sistemas da infecção do novo coronavírus.

O paciente, que ainda não tem caso confirmado, ficará em quarentena em sua residência e será acompanhado por profissionais da área de saúde de Floresta.

Dr. Marcos ainda ressalta que os pacientes que apresentarem casos de síndrome gripal e um leve desconforto respiratório devem se dirigir preferencialmente a postos de saúde, e apenas em casos de desconforto respiratório mais grave este deve ir ao hospital.

Veja abaixo o informe completo:

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Via Blog do Elvis/NE10

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *