Notícias

Lucro da Neoenergia sobe 61% no 4º trimestre, para R$ 996 milhões

A empresa reportou receita operacional líquida de R$ 10 bilhões, no período, aumento de 39%; no ano de 2020 a companhia teve lucro líquido de R$ 2,8 bilhões, alta de 26%

Somente no quarto trimestre do ano, o volume de energia injetada foi de 18 mil GWh, aumento de 1,29% em relação a igual período de 2019.

Em 2020, a Neoenergia registrou lucro líquido de R$ 2,8 bilhões, alta de 26% na comparação com o ano anterior. A receita operacional líquida da companhia para o ano ficou em R$ 31,1 bilhões, aumento de 13% em relação a 2019, enquanto o Ebtida (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) anual teve um crescimento de 14%, ficando em R$ 6,49 bilhões.

De acordo com a companhia, disciplina de custos e eficiência ajudaram a manter o crescimento em meio à crise causada pela pandemia.

Ainda assim, o volume de energia total injetada pela empresa ao longo do ano teve uma queda de 1,5%, para 66.857 gigawatts hora (GWh), devido aos impactos das medidas de restrição à mobilidade e desaceleração da economia causadas pela crise sanitária, com efeitos principalmente no segundo trimestre do ano. O índice leva em consideração a energia fornecida a clientes próprios e a concessionárias de fronteira, além de consumidores do mercado livre e perdas.

A companhia controla as distribuidoras Coelba (BA), Cosern (RN), Celpe (PE) e Elektro (SP), além de atuar nas áreas de geração, comercialização e transmissão de energia.

Via Portal Valor Econômico

Artigos relacionados

Escreva um comentário