Notícias

Duas vítimas de acidente na PE-320 ainda não foram identificadas

Pelo menos duas vítimas da colisão entre dois veículos na PE-320, entre as cidades de Carnaíba e Flores, no Sertão do Estado, ainda não foram identificadas. O acidente, que aconteceu no domingo (20), deixou um saldo de seis mortos. Os ocupantes dos dois carros morreram carbonizados, o que dificultou a identificação das vítimas.

Após o acidente, os corpos foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife, no bairro de Santo Amaro, área central da capital pernambucana. Os restos mortais serão submetidos a exames de DNA para confirmação das identidades. O laudo pericial deve ser divulgado em até 30 dias, de acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS).

De acordo com a polícia, entre os mortos no acidente estão o comerciante Dionísio Pereira da Silva, 23 anos, que dirigia o Fiat Uno; a vendedora Maysa Siqueira, 21, e o vendedor Jonathan De Souza, 19. O trio voltava de uma festa em Afogados da Ingazeira, também no Sertão pernambucano, e seguiria para outra festa em Flores. Já na caminhonete estavam o condutor, o motorista José Luiz de Vasconcelos Junior, 30, e outras duas pessoas que ainda seguem sem identificação.

Parentes dos ocupantes do Fiat Uno estiveram no IML na manhã desta terça-feira (22) para recolher material genético. Os familiares pediram agilidade na liberação dos corpos.

CASO – O acidente ocorreu na rodovia PE-320, nas proximidades do Sítio Parafina. Segundo a polícia, o condutor do Fiat Uno perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária e bateu de frente numa caminhonete S-10. Com o impacto da colisão, os veículos explodiram e ocupantes dos dois carros morreram carbonizados. (JC Online)

Artigos relacionados

Escreva um comentário