Notícias

Documentário sobre o ‘Escândalo da Mandioca’ é lançado no Recife

Esquemas de corrupção não são uma exclusividade contemporânea. Muito antes da Lava Jato e de outras operações recentes, casos de desvio de dinheiro já estampavam as manchetes brasileiras. Na década de 1980, o “Escândalo da Mandioca” (batizado assim, pela imprensa, por envolver a obtenção irregular do equivalente a R$ 34 milhões em créditos agrícolas) ganhou repercussão nacional. Responsável por conduzir as investigações, o procurador Pedro Jorge de Melo e Silva acabou assassinado a mando de uma dos arquitetos da fraude. O crime, que completa 35 anos neste mês de março, é relembrado no documentário “Pedro Jorge: uma vida pela Justiça”, lançado nesta segunda (27), às 19h30, no Cinema São Luiz. Entrada gratuita.

O filme é uma realização da Procuradoria Regional da República da 5ª Região, segunda instância Ministério Público Federal (MPF) com sede no Recife, e da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Produzido sem fins lucrativos, com a participação das assessorias de imprensa das duas instituições, o média-metragem faz um resgate histórico do ocorrido, reunindo entrevistas de quem conviveu com a vítima ou acompanhou de perto o caso, além de imagens da cobertura televisiva e de matérias de jornais da época.

“O momento para trazer esse fato de volta à memória é agora. Muita coisa se perdeu ao longo dos anos e, se deixássemos o filme para depois, uma história tão emblemática corria sério risco de cair no esquecimento”, afirma a jornalista Ana Dolores, que, junto à publicitária Cláudia Holder, assina a direção da obra. Entre os entrevistados, estão familiares de Pedro Jorge, o procurador-geral da República Rodrigo Janot, a jornalista Letícia Lins, e o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.

Via Folha de Pernambuco

Etiquetas

Elvis Lima

Jornalista, blogueiro, apaixonado pelo sertão nordestino.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *