Notícias

DER paralisa R$ 400 milhões em obras no Estado de Pernambuco

Um relatório divulgado pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco demonstra que cerca de R$ 400 milhões em obras para construção e recuperação de rodovias estão parados. Os dados disponibilizados publicamente pelo órgão apontam que quase 90 serviços em todo o Estado não estão em andamento. A falta de recursos é apenas um dos principais problemas.
PE-425 em Floresta-PE
Projeto para pavimentação de parte da PE-425 foi elaborado há 15 anos. Foto: Elvis de Lima/NE10/Arquivo
 
No Sertão do Estado, uma das obras paralisadas é a PE-425, rodovia que liga a cidade de Carnaubeira da Penha a Floresta, também no semiárido. Os serviços foram paralisados inicialmente em 2013. No início deste ano a obra chegou a ser retomada, mas parou novamente após algumas semanas. Agora, no sistema mostra como serviço “em andamento”. Mas quem passa todos os dias na pista sabe que não há trabalhadores atuando no local. O projeto para a pavimentação foi feito há 15 anos e a obra se arrasta desde 2009. O trecho de aproximadamente 43 km custará quase R$ 28 milhões aos cofres públicos, mas até agora nenhum quilômetro de asfalto foi feito. Não há uma previsão de quando a PE-425 estará pronta.

Confira o relatório completo com a lista de obras paralisadas em Pernambuco:

 

Outra obra que também estava paralisada e no último mês passou a constar como “Em andamento” é a construção do Binário de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. O contrato de R$ 101 milhões venceu em junho de 2014 de acordo com o relatório do DER. O recurso também inclui a construção de um viaduto de mais de três mil metros de extensão pela construtora  Camargo Correa. A empresa é uma das empreiteiras suspeitas de integrar um “clube” que combinava e dividia contratos da Petrobras, em troca de propina.
governador de pernambuco paulo camara
Paulo Câmara assina autorização para restauração da rodovia PE-103. Roberto Pereira/Sei

No dia 31 de março deste ano o governador Paulo Câmara autorizou a restauração da rodovia PE-103, no trecho entre os entroncamentos da PE-109, em Bonito, e da BR-232, em Bezerros, no Agreste. A obra que deveria estar em andamento desde o ano passado foi paralisada devido a um “Período chuvoso na região” de acordo com o sistema do Cenário de Obras do DER. Ao todo deverão ser gastos R$ 19 milhões somente nesta rodovia que está prevista para ser concluída em 2016.

Artigos relacionados

5 Comentários

  1. E como é que o povo do Sertão ainda votou num laranja do “santo” que deixou a região “ao Deus dará”???? Tá faltando a esse povo aquilo que se chama “Consciência Política”. Só.

Escreva um comentário