Notícias

Denúncias de violência contra o idoso aumentam 38,8% em Pernambuco em 2018

De janeiro a novembro de 2018, houve 379 denúncias, 106 a mais que em 2017, segundo o Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa.

O número de denúncias de violência contra idosos cresceu 38,8%, em Pernambuco, entre os anos de 2017 e 2018. O levantamento foi feito pelo Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa (Ciappi), programa vinculado ao governo do estado.

De janeiro a novembro do ano passado, foram registradas 379 denúncias intrafamiliares de violações dos direitos dos idosos, o que equivale a 106 casos a mais que em 2017. Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, o tipo de agressão mais frequente é a negligência, que configura violência intrafamiliar ou doméstica.

As denúncias abrangem falhas nos cuidados do idoso, como abandono, maus-tratos por pessoas com laços de sangue, como pais e filhos, ou unidos de forma civil, como marido e esposa, e ainda genro e sogra.

“Uma questão que nos preocupa é a violência financeira. É quando os benefícios financeiros são objetos de violência dos familiares. Quando se toma cartão, se compromete o rendimento com financiamentos e créditos consignados, por exemplo. O idoso fica impossibilitado de ter seu benefício ou aposentadoria”, afirma Pedro Eurico.

Ainda segundo o secretário, a maioria dos atos de violências contra as pessoas idosas é praticada pelas próprias famílias. “Os maus-tratos não ocorrem só na rua, no trânsito e no transporte público, mas nas residências. Às vezes, o idoso fica sem direito sequer a um medicamento, a uma fisioterapia ou mesmo alimentação”, diz.

Como denunciar

As denúncias sobre violência, maus-tratos e abandono de idosos podem ser feitas por qualquer pessoa que presenciar os casos. O Ciapp é formado por uma equipe multidisciplinar, que conta com escuta qualificada e humanizada, serviço de orientação psicossocial e jurídica. O órgão fica na Rua Santo Elias, 535, no bairro do Espinheiro, Zona Norte do Recife.

O Ciappi também pode ser acionado por meio do telefone (81) 3182-7649 ou pelo e-mail [email protected]. “Vizinhos, pessoas da igreja, qualquer pessoa pode procurar o Ciappi. Disponibilizo ainda o telefone do meu gabinete, no número 3182-7605, para quem tiver denúncias. Quem ligar será atendido pela minha equipe”, conta Pedro Eurico.

Via G1 Pernambuco

Etiquetas

Elvis Lima

Jornalista, blogueiro, apaixonado pelo sertão nordestino.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *