Esportes

Com quase todo mundo na briga, Brasil e Alemanha decidem hoje suas vidas

Dia 27 de junho, quarta-feira. O dia #14 da Copa do Mundo apresenta para duas das maiores campeãs um momento de decisão. Isso porque, com um tropeço cada até o momento, Brasil e Alemanha têm seus primeiros jogos de vida ou morte no torneio. A situação brasileira é mais confortável, e um empate contra a Sérvia garante a vaga nas oitavas. Já para os alemães, resta vencer para não depender de um resultado negativo da Suécia.

Os suecos, por sua vez, encaram o México, líder do Grupo F, onde, inclusive, nada está definido. Até mesmo a lanterna Coreia do Sul tem chances de avançar caso surpreenda a seleção alemã. As definições, em jogos simultâneos, acontecem a partir das 11h (de Brasília).

No Grupo E, o do Brasil, a Suíça encara a única seleção que já entra em campo derrotada nesta quarta: a Costa Rica. E um empate também basta para a seleção de Shaqiri e companhia ir às oitavas. A bola rola a partir das 15h.

Coreia do Sul x Alemanha e Brasil x Sérvia terão transmissão ao vivo da TV Globo, do SporTV e do GloboEsporte.com. Já México x Suécia e Suíça x Costa Rica serão transmitidos no SporTV2 e no GloboEsporte.com.

Leia mais sobre os confrontos:

Coreia do Sul x Alemanha
3ª rodada do Grupo F
11h – Arena Kazan

Coreia do Sul e Alemanha protagonizam uma partida com cara de final pela última rodada do Grupo F. A seleção oriental precisa vencer para manter chances de classificação. À seleção europeia também só interessa a vitória. Um empate poderia até classificar a atual campeã, caso o México vença a Suécia no outro jogo da chave, mas a equipe de Joachim Löw quer uma vitória maiúscula para espantar qualquer desconfiança.

Belo gol de Kroos no fim do jogo contra a Suécia manteve a Alemanha com boas chances de classificação (Foto: Getty Images)
Belo gol de Kroos no fim do jogo contra a Suécia manteve a Alemanha com boas chances de classificação (Foto: Getty Images)

Mesmo com duas derrotas nas duas primeiras partidas, a Coreia do Sul chega com chances e, além de vencer a Alemanha, tem que torcer para uma vitória do México sobre a Suécia – a classificação seria definida pelos critérios de desempate. Acreditar até o último minuto é o lema dos sul-coreanos, que pretendem montar uma defesa sólida e apostar nos contra-ataques.

– Faremos de tudo para ir às oitavas. Nunca se sabe qual será o resultado. Muitas pessoas esperavam uma vitória da Alemanha contra o México, mas ela não aconteceu – afirma o craque e uma das esperanças da Coreia do Sul, o meia Son Heungmin.

A Alemanha vai com tudo para cima da Coreia do Sul. Com uma derrota por 1 a 0 na estreia e uma vitória por 2 a 1 na segunda partida, a atual campeã quer melhorar seu saldo de gols caso a Suécia vença o México e a classificação seja definida pelos critérios de desempate. Com mudanças, Joachim Löw estudou o adversário e garante que os erros foram corrigidos e que a Alemanha está pronta para mostrar a força de uma seleção que lidera o ranking da Fifa.

– A Coreia não tem apenas Son. Temos que nos adaptar ao adversário, eles têm dois ou três jogadores que são muito rápidos. Cometemos muitos erros contra o México, alguns contra a Suécia – diz o técnico.

Prováveis escalações:

  • Coreia do Sul: Jo Hyeonwoo; Lee Yong, Kim Younggwon, Jang Hyunsoo, Hong Chul; Hwang Heechan, Koo Jacheol, Jeong Wooyoung, Lee Seungwoo; Lee Jaesung, Son Heungmin. Técnico: Shin Tae-Yong.
  • Alemanha: Neuer, Kimmich, Sule (Rudiger), Hummels e Hector; Khedira (Gündogan) e Kroos; Müller, Draxler e Reus; Timo Werner. Técnico: Joachim Löw.

México x Suécia
3ª rodada do Grupo F
11h – Ecaterimburgo

Líder do grupo F com duas vitórias em dois jogos, o México enfrenta a Suécia nesta quarta, às 11h, em Ecaterimburgo. Mesmo com a boa campanha, os mexicanos ainda não estão classificados no grupo F, uma vez que suecos e alemães dividem a vice-liderança com três pontos. Precisando de um empate para avançar, a seleção mexicana prega respeito ao rival da terceira rodada.

– Antes de qualquer coisa, queria dizer o que acho da Suécia. É uma equipe muito bem consolidada. Os dois atacantes tornam a equipe muito competitiva. Vai ser um jogo muito difícil, mas também uma oportunidade para o futebol mexicano se consolidar. Respeitamos a Suécia como respeitamos a Alemanha – disse o técnico Juan Carlos Osorio.

Osorio em comemoração após vitória sobre a Coreia: técnico elogiou a Suécia, próxima adversária (Foto: Reuters)
Osorio em comemoração após vitória sobre a Coreia: técnico elogiou a Suécia, próxima adversária (Foto: Reuters)

Apesar dos elogios à Suécia, Osorio afirma que o México não viajou à Rússia para ser figurante. Com objetivos ambiciosos no Mundial 2018, ele quer colocar a sua seleção dentre os melhores do mundo.

– Temos jogadores importantes e, para muitos, talvez seja a melhor geração do México. Não me surpreende estarmos ganhando. Estamos construindo uma equipe com capacidade para competir. Temos coragem. Jogamos com coragem para ganhar da campeã do mundo e contra a Coreia também tivemos coragem. Nesta quarta vai ser outra oportunidade para darmos um passo a mais e nos consolidarmos como equipe – frisou.

Pelo lado da Suécia a palavra-chave é reabilitação. Derrotada por 2 a 1 pela Alemanha nos acréscimos, a seleção sueca precisa vencer os mexicanos e torcer contra os alemães, que encaram a Coreia do Sul no mesmo horário.

– Nós ficamos muito desapontados depois do jogo, claro, perdendo por um gol nos momentos finais depois de uma cobrança de falta fantástica. Foi difícil para nós. Só que o nosso destino continua em nossas mãos e vamos trabalhar duro para jogar o melhor que podemos – afirmou o capitão sueco, Andreas Granqvist.

Prováveis escalações:

  • México: Ochoa, Edson Alvarez, Salcedo, Moreno e Gallardo; Herrera, Guardado, Layun, Vela e Lozano; Chicharito Hernandez. Técnico: Juan Carlos Osorio.
  • Suécia: Olsen, Lustig, Lindelöf, Granqvist e Augustinsson; Larsson, Ekdal, Claesson e Forsberg; Berg e Toivonen. Técnico: Janne Andersson.

    Brasil x Sérvia
    3ª rodada do Grupo E
    15h – Estádio do Spartak – Moscou

    O Brasil entra em campo no primeiro jogo eliminatório sob o comando de Tite jogando por um empate para ir às oitavas de final. A colocação no grupo, porém, depende também do resultado de Suíça x Costa Rica, ou seja, uma vitória pode não garantir a liderança. Assim como uma derrota pode não significar eliminação – para isso, os costarriquenhos teriam que vencer.

    Tite não mexeu no time em relação ao triunfo sobre a Costa Rica (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)
    Tite não mexeu no time em relação ao triunfo sobre a Costa Rica (Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

    Tite confirmou que o time será o mesmo que venceu na segunda rodada. E explicou a permanência de Willian e Paulinho como titulares.

    – Eles têm condição de crescer, como cresceu o segundo tempo da equipe. Ela vai se harmonizando. OIha a trajetória do Willian e do Paulinho. Olha o quanto foram consistentes e decisivos. Não posso desconsiderar isso. O foguetinho vai para um contra um direto. Ou dá para esquecer o jogo do Paulinho contra o Uruguai? Foi construído nesses 23 jogos.

    Desta vez com Miranda como capitão – seguindo o rodízio -, não haverá a opção de contar com Douglas Costa para mexer no time. Ao lado de Danilo, o atacante da Juventus permaneceu em Sochi em recuperação física. Esperança depositada em Philippe Coutinho, melhor em campo nas duas primeiras partidas, e, claro, Neymar.

    No lado da Sérvia, que precisa da vitória para avançar sem depender de um triunfo da Costa Rica no outro jogo, a confirmação da equipe titular brasileira mais de 24 horas antes do confronto, foi recebida como uma possível provocação por Kolarov, capitão da equipe.

    – Talvez tenham nos subestimado. Não sei. Não quero pensar nisso agora. Há questões mais importantes e sérias a refletir. Talvez estejam nos provocando não sei. Se disse qual vai ser a seleção, pode ser uma tática dele (Tite). Acho que devem estar prontos – disse o lateral.

    Prováveis escalações:

    • Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho. Neymar, Willian e Gabriel Jesus. Técnico: Tite.
    • Sérvia: Stojkovic; Rukavina, Ivanovic, Tosic e Kolarov; Matic, Milivojevic, Tadic, Milinkovic-Savic e Ljajic; Mitrovic. Técnico: Mladen Krstajic.

    Suíça x Costa Rica
    3ª rodada do Grupo E
    15h – Nizhny Novgorod

    Assim como o Brasil, a Suíça joga por um empate para se classificar. Mas, se quiser um pouco mais do que isso (entrará em campo já sabendo da definição do Grupo F), precisará vencer e aguardar o resultado do outro jogo do grupo. Talvez seja uma boa notícia o fato de a Costa Rica já estar eliminada e provavelmente com o time titular mexido em função do desgaste físico.

    Ainda assim, ela não se dá ao direito de pensar lá na frente. O técnico Vladimir Petkovic pôde comemorar a punição apenas em francos suíços do volante Xhaka e do meia Shaqiri, seus melhores jogadores, pelas comemorações polêmicas (e políticas) na vitória sobre os sérvios. Há uma possibilidade de novidade, mas por critério técnico: a saída do atacante Seferovic – Gavranovic e Embolo brigam pela posição.

    Shaqiri e a comemoração polêmica após o gol da vitória sobre a Sérvia (Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes)
    Shaqiri e a comemoração polêmica após o gol da vitória sobre a Sérvia (Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes)

    Surpresa em 2014 ao chegar às quartas de final, a Costa Rica jogará sem chances depois de perder para Sérvia e Brasil. Mas carrega o peso de ser a única seleção a não ter marcado um gol sequer na Rússia até o momento.

    – Mais pressão não podemos ter porque queremos sair com algo positivo e obviamente temos que marcar gols para ganhar – disse o zagueiro Watson, que será titular na equipe de Óscar Ramírez, algo de ameaças após a eliminação.

    Prováveis escalações:

    • Suíça: Sommer; Lichtsteiner, Schär, Akanji e Ricardo Rodríguez; Behrami, Xhaka; Shaqiri, Dzemaili e Zuber; Gavranovic (Embolo). Técnico: Vladimir Petkovic.
    • Costa Rica: Navas; Acosta, González, Duarte, Oviedo, Gamboa; Borges, Guzmán, Bryan Ruiz, Bolaños; Ureña. ​Técnico: Óscar Ramírez.

    Via GloboEsporte.com

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *