Notícias

Caso Marlúcia: jovem é preso e adolescentes são internados

O caso da professora Marlúcia Diva de Sá, morta no dia 21 de maio deste ano, na PE-390, ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira (1º). Um jovem e mais dois adolescentes foram apreendidos pela Polícia Civil de Pernambuco pelo crime de latrocínio, roubo seguido de morte.

A determinação de prisão preventiva do maior de idade, Pedro Henrique de Jesus, foi feita juiz  plantonista Flávio Krok Franco. O jovem, de idade não informada, é quem teria efetuado o disparo com arma de fogo contra a professora Marlúcia.

VEJA TAMBÉM:
» Morre professora baleada durante assalto na PE-390, no Sertão
» Mortes ainda são mistério em Floresta, no Sertão de Pernambuco
» Suspeitos de matar professora Marlúcia são ouvidos em Floresta, PE

De acordo com o documento emitido pelo juiz, Pedro foi encaminhado para a Cadeia Pública de Petrolândia. Já os menores de idade foram transferidos para o Atendimento Inicial (UNIAI) e Internação Provisória (CENIP) de Petrolina, no Sertão do Estado.

ENTENDA O CASO – Marlúcia Diva, 35 anos, dirigia uma motocicleta na PE-390, entre as cidades de Floresta e Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. Ela levava uma colega de trabalho na garupa quando foi abordada pelos criminosos. Os homens atiraram no braço da professora que não resistiu aos ferimentos e veio a falecer a caminho do hospital. A amiga que andava com ela não pode fazer nada, a não ser aguardar socorro. “Diva”, como também era conhecida, dava aulas na Escola do Angico, em Floresta e era muito querida pela comunidade local. Com informações do Blog O Povo com a Notícia.

Artigos relacionados

Escreva um comentário