Esportes

Brasil encerra eliminatórias diante do Chile

Se a história se repetir como ocorre desde 2002, quando as eliminatórias passaram a ser disputadas no atual formato, ao menos 70% dos jogadores que estarão nesta noite, no Allianz Parque, na última partida das eliminatórias contra o Chile, às 20h30 desta terça-feira (10), vão embarcar para a Rússia em junho de 2018.

Essa é a média de jogadores que se mantiveram na equipe desde a partida que garantiu a classificação até a lista final para o Mundial, divulgada em maio.

Com campanha recordista das eliminatórias, a melhor do País, Tite elogia seu time, mas descarta decretar que seu grupo de convocados está definido. “Não posso fechar a porta, principalmente para a garotada que está jogando em alto nível.

Todos estão sendo avaliados, acompanhados e podem ter uma oportunidade”, afirmou o técnico, que diz não testar mais jogadores. “Não se testa jogador de alto nível. A questão é dar oportunidade”, completa.

A convocação do volante Arthur, 21, do Grêmio, para os jogos de agora contra Bolívia e Chile, está na cota de jovens que estão se destacando. Com uma campanha de 87% de aproveitamento nas eliminatórias, Tite encontrou um time ideal. Difícil imaginar, então grandes alterações na equipe titular para a Copa. No século, a manutenção da maioria dos 11 jogadores escalados quando o equipe garantiu a classificação é uma regra do Brasil no Mundial.

“Em 2014, a seleção brasileira ganhou a Copa das Confederações um ano antes e fechou o grupo. Porém, no Mundial, estava todo mundo mal em seus clubes. Isso teve influência no resultado”, diz Zico, coordenador técnico do Brasil na Copa de 1998 e treinador do Japão em 2006. “Não pode fechar [o grupo] para ninguém.

Tem que pensar que está sempre aberto. Pela sabedoria do Tite, ele não vai dizer que está tudo pronto. O momento para ser analisado é na reta final, na última lista”, diz Zico.

FICHA TÉCNICA

BRASIL
Ederson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Alex Sandro; Casemiro, Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite

CHILE

Claudio Bravo; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Silva, Hernandez, Felipe Gutierrez e Valdívia; Alexis Sánchez e Vargas. Técnico: Juan Pizzi

Estádio: Allianz Parque (São Paulo)
Horário: 20h30
Juiz: Roddy Zambrano Olmedo (EQU)
Transmissão TV: Globo e SportTV

Via Folha PE

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *