Notícias

Após 27 anos, mulher acorda de coma e chama pelo filho

Durante 27 anos, o árabe Omar Webair não desistiu da mãe, que estava em coma desde que ele tinha 4 anos de idade, após ter sofrido um acidente de carro. Quase três décadas depois, o inesperado aconteceu: Munira Abdulla despertou e chamou pelo filho. Inesperado para muitos, menos para Omar, que nunca perdeu a esperança. “Sempre tive a sensação de que um dia ela acordaria”, disse ao jornal The National.

Munira sofreu um grave acidente em 1991, logo após ter ido buscar o filho na escola. A família vivia na cidade de Al Ain, em Abu Dhabi, e ela chegou a ser transferida para um hospital em Londres, na Inglaterra, mas voltou para a cidade natal, onde ficou internada por anos. Munira recebia alimentação por sonda e foi submetida a sessões de fisioterapia para que seus músculos não atrofiassem.

Em 2017, a paciente foi transferida para a Alemanha, após receber um benefício da Corte Real, órgão governamental de Abu Dhabi. O filho contou que, após uma discussão com os funcionários dentro do quarto, Munira despertou e o chamou. “Houve um mal-entendido no hospital e ela percebeu que poderia estar em risco. Ela estava fazendo sons estranhos e eu chamava os médicos para examiná-la e eles disseram que tudo estava normal. Então, três dias depois, acordei com o som de alguém chamando meu nome. Era ela. Ela estava chamando meu nome. Durante anos, sonhei com esse momento e meu nome foi a primeira palavra que ela disse”, contou Omar.

Evolução

Desde que despertou do coma, Munira tem evoluído consideravelmente. Ainda na Alemanha, realizou uma cirurgia para tratar os músculos enfraquecidos. Os médicos também priorizaram sessões de fisioterapia e tratamentos para controlar um quadro de epilepsia. Hoje, a mulher está de volta à cidade de Al Ain e segue fazendo tratamento. Segundo Omar, a mãe já consegue conversar com ele e faz até as próprias orações.

Via JC/Com informações do Extra

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *