Economia

Água da Transposição do Rio São Francisco poderá salvar plantações

Os agricultores de Cabrobó que atuam nas imediações do Riacho Grande – uma das principais áreas produtivas do município – começam a ver uma “luz no fim do túnel”, quanto ao abastecimento d’água de suas lavouras. Com a iminência da perda de suas plantações, por falta de irrigação, os pequenos produtores rurais podem ser beneficiados com a utilização de água proveniente do canal da transposição.

Também conhecido pelo nome de Riacho Terra Nova, ele é um dos principais afluentes do São Francisco em Cabrobó e divide os territórios desse município e o de Belém do São Francisco. Fora as margens do próprio Rio São Francisco e suas ilhas, o Riacho Grande sempre foi o maior celeiro produtivo dessa localidade, através do seu período de cheia, proveniente das águas das chuvas. Com o longo período de seca, esse “pulmão da agricultura” em Cabrobó perdeu suas forças, e o que se tem no seu leito é apenas lama.

Com a realização da obra do Eixo Norte da Transposição, a esperança de fazer com que o riacho volte aos velhos tempos, começa a se tornar realidade. Tudo isso porque o canal, praticamente, cruza com o Riacho Grande. A possibilidade de utilização das águas da transposição nesse afluente tem sido discutida desde o início das obras da transposição, mas ultimamente, com a água no canal, os moradores sentiram um pouco desse sonho. Alguns, inclusive, bombearam essa água, buscando salvar suas lavouras e seus rebanhos.

Acontece que o Ministério da Integração não permite essa operação e muitos produtores da região tiveram esses equipamentos apreendidos e foram parar na delegacia, pasmem, por retirarem água do canal para trabalharem.

Sensibilizados com essa árdua situação, recentemente, os vereadores de Cabrobó promoveram uma audiência pública com a presença de autoridades do Governo Federal, onde todas as localidades das imediações do canal estiveram representadas. Após uma série de debates e esclarecimentos, todos saíram com a sensação de que avanços aconteceriam e de que seria possível a utilização de água do canal da transposição. De lá pra cá, praticamente, diariamente os membros do Legislativo municipal e técnicos do Ministério da Integração têm discutido em busca de uma solução do problema de abastecimento.

Todo esse esforço dos agricultores e dos Vereadores de Cabrobó parece que vêm dando resultado. Nos últimos dias, autoridades do Governo Federal entraram em contato com o Presidente da Câmara de Cabrobó. Os mesmos querem uma solução para que os agricultores do Município não sejam prejudicados. Uma reunião foi marcada para a próxima quarta-feira (27), com presenças de representantes do Ministério da Integração Nacional, da Secretaria Geral da Presidência da República, autoridades do Governo do Estado, agricultores da região, autoridades do Governo Municipal e dos Vereadores de Cabrobó. A reunião vai acontecer nas imediações do aqueduto do Mari, as 9:00 horas da manhã e é imprescindível a presença de todos os interessados.

A perspectiva é de que seja anunciada a perenização do riacho Grande, através das águas da Transposição.

Texto: Blog de Didi Galvão

Artigos relacionados

Escreva um comentário